Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Casos de Covid-19 nas escolas poderão ser acompanhados em tempo real

A partir da próxima semana, o Simed deve divulgar informações da doença nas redes pública e privada de Educação

Por Redação VEJA São Paulo 13 out 2021, 17h41

Os dados do Sistema de Informação e Monitoramento da Educação, o Simed, serão divulgados na próxima semana, segundo o governo no estado de São Paulo. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (13) em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes. As aulas presenciais também voltaram a ser obrigatórias no estado.

O Simed foi criado há 10 meses e monitora casos e mortes decorrentes da Covid-19 no estado de São Paulo. Um decreto estadual determina a obrigatoriedade das escolas públicas e privadas do estado a atualizarem o banco de dados de aluno e funcionários frequentemente. Até outubro, só houve dois boletins com informações do sistema, sendo um em março e outro em abril.

De acordo com Rossieli Soares, secretário estadual da Educação, na próxima semana já será possível acompanhar em tempo real o comportamento da doença no meio escolar. “Vamos divulgar na semana que vem um BI (Business Inteligence), que vai ser automático e terá todos os casos acompanhados pela escola. Será automatizado, qualquer cidadão, vocês da imprensa, poderão acompanhar caso a caso”.

O secretário também diz que, devido ao monitoramento, a gestão estadual sabe que a maioria dos casos de contaminação do vírus acontece fora do ambiente escolar. Em caso de diagnósticos positivos para a doença, o protocolo será de afastar a pessoa e todos que tiveram contato com ela por 14 dias.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade