Continua após publicidade

Médico baleado não errou em cirurgia, afirma Cremesp

Paciente se sentiu prejudicado e pediu investigação em 2012

Por VEJA SÃO PAULO
Atualizado em 17 Maio 2024, 10h45 - Publicado em 20 set 2014, 11h16

Daniel Edmans Forti, que atirou contra o urologista Anuar Ibrahim Mitre na segunda-feira (15), pediu que o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) investigasse o médico do Sírio-Libanês, em 2012, por um suposto erro em uma cirurgia que o teria deixado com fortes dores.

+ As atrações imperdíveis da Virada Esportiva 2014

+ Evento Comida de Rua, Ne tem edição neste sábado

No começo do ano, o órgão conclui que o procedimento havia sido realizado corretamente. Veja São Paulo conversou com assistentes do urologista que afirmaram que dores não eram resultado da cirurgia. 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.