Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Medalhista paralímpico diz ter sido agredido em pátio do Detran

O corredor Alan Fonteles denunciou um funcionário do departamento por ameaçá-lo e mostrar uma arma para sua família

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 28 jul 2021, 14h41 - Publicado em 28 jul 2021, 12h16

O corredor e medalhista paralímpico Alan Fonteles, junto de sua noiva e sogro, denunciou um funcionário do Detran por agressão nesta terça-feira (27), na região da Vila Carioca, Zona Sul da capital. Segundo o atleta, o episódio aconteceu no pátio do Departamento Estadual de Trânsito.

Alguns dias antes do caso, Fonteles teve seu carro apreendido durante uma blitz devido a uma irregularidade em seus pneus, que estavam carecas. Depois, precisou ir até o pátio para recuperar o veículo.

+ SP terá 3ª e mais forte onda de frio do ano; veja previsão para a semana

No entanto, quando foi retirá-lo, notou que uma parte da lataria estava amassada. Ele pagou as taxas obrigatórias e reclamou com o motorista do guincho responsável por levar o carro. Outro funcionário que estava no local se irritou com as reclamações.

A noiva e o sogro, que acompanharam o corredor, não gostaram da atitude do funcionário, o recriminaram e disseram terem sido agredidos em seguida. A mulher afirma ter levado um soco na boca e Alan e seu sogro dizem que o homem chegou a apontar uma arma para eles. A polícia foi acionada e levou os quatro envolvidos à delegacia.

+ Por que os motoristas de aplicativo passaram a recusar tantas viagens?

O Detran afirmou, por meio de nota, que o funcionário ficará afastado até a conclusão do processo administrativo responsável por apurar o caso e que lamenta o ocorrido. Alan Fonteles irá viajar para Tóquio no próximo dia 6 de agosto para sua quarta Olimpíada. Ele já conquistou duas medalhas de prata e uma de ouro.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade