Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Mãe joga recém-nascido do segundo andar

Ela disse que não sabia que estava grávida; câmeras registraram o momento da queda

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 21 jun 2020, 14h30 - Publicado em 21 jun 2020, 14h16

Uma jovem de 20 anos deu à luz sozinha no banheiro de seu apartamento em Praia Grande, no litoral de São Paulo, e jogou o bebê do segundo andar. O corpo da criança dentro de um saco de lixo preto foi encontrado por uma funcionária do prédio. A mãe disse à polícia que não sabia da gravidez e que ficou com medo da reação da vó da criança quando a viu nascer _ela já tem um filho de pouco mais de um ano de idade. A jovem foi flagrada por câmeras de monitoramento do condomínio arrastando o saco depois. Também há imagens do saco caindo do segundo andar.

“Vi um saco estranho. Tinha muito lixo em um balde só e a sacola estava separada. Quando eu levantei a sacola, vi muito sangue, ainda estava meio morno. Comecei a abrir e vi o pé de uma criança”, relatou a auxiliar de serviços gerais Cristiane Pereira Campos Silva, de 45 anos, ao G1.

O caso aconteceu na última quinta-feira (18), por volta das 7h da manhã. A mãe da jovem estava no apartamento no período, afirmou que chegou a ouvir alguns gritos, mas que achou que era uma bronca no neto de um ano. Em seguida, ela saiu para ir ao supermercado.

O corpo do bebê foi encaminhado para o Instituto Médico Legal, que concluiu que ele nasceu vivo e morreu por asfixia, não pela queda. A mãe, que foi presa em flagrante, está internada e passará por exames de psiquiatria para indicar se ela estava em estado puerperal, com alterações psicológicas após o parto. Nesse caso, responderá por infanticídio, com pena de até seis anos de prisão (do contrário, será por homicídio, que pode chegar a 30 anos de detenção).

Veja vídeo obtido pelo A Tribuna:

  • Continua após a publicidade
    Publicidade