Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Guardiões dos bichos: Luisa Mell

Apresentadora paulistana é uma das ativistas mais conhecidas no Brasil

Por Carolina Giovanelli Atualizado em 5 dez 2016, 17h11 - Publicado em 5 Maio 2012, 00h50

A apresentadora Luisa Mell nunca havia ligado muito para os animais. Até que, em 1999, visitou uma feira em São Bernardo do Campo e adotou uma cadelinha toda estropiada. A partir daquele momento, decidiu engajar-se na causa. Estrelou dois programas de televisão sobre denúncias de maus-tratos e virou uma das mais conhecidas ativistas do Brasil (no momento, negocia com uma emissora o retorno ao ar com uma atração semelhante). Ganhou fama de chorona, chegando às lágrimas ao narrar histórias como a de uma cachorra que havia sido amarrada em um carro e arrastada até a morte. “Quando comecei, os defensores quase não apareciam”, afirma. “Acho que plantei uma semente que ganhou grandes proporções.”

+ Agência em São Paulo assessora pets modelos

+ Dez dicas para o seu cão sair bem na foto

+ Escolha a raça que mais combina com você

A paulistana de 33 anos usa sua imagem para auxiliar pela internet casos de abandono e de crueldade, formando uma grande rede social em torno do assunto. No Twitter, possui mais de 50.000 seguidores. Na última segunda (30), anunciou um cão perdido no Facebook. Em duas horas, o dono foi encontrado. No apartamento onde mora, cuida dos labradores Gisele e Marley e dos vira-latas Dino e Preta, todos resgatados por ela.

+ Conheça os guardiões dos bichos em São Paulo

Continua após a publicidade
Publicidade