Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Loja digital de óculos faz prova de modelos por delivery

Depois de perder o emprego em um laboratório de óptica durante a pandemia, Priscila Domingo abriu a própria marca com entrega em domicílio

Por Fernanda Campos Almeida Atualizado em 21 jan 2021, 21h39 - Publicado em 22 jan 2021, 06h00

Foram apenas três meses de experiência na área de administração de um laboratório de óptica antes de Priscila de Caires Domingo, 29, perder o emprego no início da pandemia, em março do ano passado. A curta vivência no mercado, porém, foi o impulso que faltava para criar o próprio negócio. Hoje a jovem mais que dobrou de renda como proprietária de uma loja digital de óculos, a Baruc Sunglasses, junto ao marido, Bruno Adventi Domingo, 32.

A ideia principal da marca é a entrega em domicílio. O cliente envia a receita médica prescrita por um oftalmologista pelo WhatsApp (11) 93026- 2209 ou pela conta do Instagram da marca, @barucsunglasses, e recebe um catálogo virtual com os modelos disponíveis.

Os itens escolhidos são levados em uma mala protetora pelo casal — que usa máscara nos atendimentos — até a casa do cliente para ser feita a prova. Se a compra é fechada, Priscila mede a distância entre as pupilas com um aparelho específico para DNP (distância nasopupilar). Nas vendas on-line, a medida pode ser feita por meio do envio de fotos, posicionando um cartão no rosto, abaixo do nariz.

“Em geral, as pessoas já viram o modelo pela internet e já sabem dos preços, então acabam levando”, conta Priscila. O delivery é feito em qualquer parte da capital de São Paulo e nas cidades de Taboão da Serra, Diadema, São Bernardo e Santo André, na região metropolitana. Na mala, cabem até 120 óculos dos 200 disponíveis no mostruário. Antes e depois da visita, a empreendedora higieniza todas as peças com álcool 70%.

A Baruc trabalha com lentes conhecidas no mercado como Transitions, Varilux, Kodak, Visco e Espace. Para a produção dos óculos, Priscila investiu 3 000 reais na compra de equipamentos e manteve contato com seu antigo chefe, que virou um técnico parceiro.

Sem espaço físico ou intermediadores, a Baruc garante preços competitivos em armações femininas, masculinas e infantis. Óculos simples com lentes antirreflexo custam a partir de 280 reais e levam quatro dias úteis para ficar prontos. Já os bifocais ou multifocais, com graus para longe e para perto na mesma peça, dependem de sete dias úteis para a fabricação, a partir de 580 reais. Armações sem lentes ficam na média de 100 reais. O valor é parcelado em até três vezes sem juros no cartão de crédito.

Continua após a publicidade
Imagem de três óculos
No topo dos mais vendidos: versão feminina modelo “gatinho” Arquivo Pessoal/Reprodução

A Baruc também oferece alguns modelos de óculos escuros com proteção UV 400 pelo preço fixo de 70 reais cada um. Se a compra é feita sem a visita de Priscila, o custo da entrega é calculado à parte.

A popularização do home office fez com que até quem já possui a visão correta adquirisse um par de óculos com filtro de luz azul para proteger os olhos das diversas horas na frente do computador, televisão e celular. De acordo com Priscila, a tecnologia filtra a iluminação nociva que emana das telas do aparelhos eletrônicos, evita a fadiga ocular, previne doenças oftalmológicas e melhora o ritmo circadiano do corpo, que controla o sono.

É o caso de Edmar Francisco dos Santos, 31, que sentia a vista “cansada” depois do trabalho, e de sua esposa, Fernanda Cury dos Santos, 37, que procurava um modelo multifocal com preço acessível. “Não queríamos nos arriscar em ópticas dentro de shoppings. A qualidade das peças me surpreendeu porque o custo está abaixo do mercado”, afirma Edmar. As lentes com filtro de luz azul da Baruc chegam a ter até 90% de proteção e são vendidas por 250 reais.

Apaixonada pela área, Priscila iniciou um curso técnico em óptica para se aprimorar. Para conciliar os atendimentos presenciais com as aulas, as visitas são marcadas na parte da tarde e da noite nos dias das semana e na parte da manhã aos sábados.

Trabalhando cerca de dez horas por dia, a jovem afirma que ganha 60% a mais do que ganhava no antigo emprego. A empresária também tem investido em acessórios para óculos, como correntes e limpa-lentes, e planeja abrir a primeira loja física da Baruc depois da pandemia.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

Publicado em VEJA São Paulo de 27 de janeiro de 2021, edição nº 2722

  • Continua após a publicidade
    Publicidade