Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Linha 5-lilás do metrô testa pagamento por QR Code em duas estações

Código de barras pode ser gerado por meio de aplicativo de celular

Por Estadão Conteúdo Atualizado em 14 fev 2020, 15h56 - Publicado em 7 out 2019, 12h01

A Linha 5-Lilás iniciou nesta segunda-feira, 7, um projeto-piloto para o pagamento da passagem por meio de QR Code, um código de barras em 2D que pode ser em gerado por aplicativo de celular. Os testes serão feitos até o dia 18 nas Estações Largo 13 e Giovanni Gronchi, na zona sul de São Paulo.

A ViaMobilidade, concessionária responsável pela operação da Linha 5, informou que a compra do bilhete digital deverá ser feita com cartão de crédito pelo aplicativo VouD, disponível gratuitamente na Google Play e na App Store.

“Basta o passageiro encostar o código no leitor da mesma forma que já faz com o bilhete único”, explicou a ViaMobilidade, em nota.

Os passageiros também podem realizar a compra com cartão de débito nas máquinas de autoatendimento das estações. Neste caso, depois de efetuar o pagamento, o bilhete com o QR Code será impresso e estará pronto para ser validado nas catracas habilitadas nas duas estações.

Durante os 12 dias de teste, as vendas por QR Code estarão disponíveis da seguinte forma: na 1ª semana (de 7 a 12 de outubro), das 10h às 16h; e na 2ª semana (de 13 a 16 de outubro): das 8h às 20h.

Continua após a publicidade

Os bilhetes adquiridos com QR Code têm validade até o dia 18, período de validação da tecnologia, mas a recomendação da ViaMobilidade é que sejam utilizados preferencialmente em até 72 horas após a compra para evitar que a impressão do código em papel sofra desgaste e não dê leitura.

Os demais bilhetes em vigor, incluindo o clássico Edmonson (unitário), continuam valendo normalmente.

Desde o mês passado, as Companhias do Metropolitano de São Paulo (Metrô) e Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) testam o pagamento de tarifa por QR Code. Foram instalados dois leitores de bilhetes com a tecnologia em cada estação participante. A passagem não vale para a integração com outro modais, como ônibus.

No Metrô, o sistema já funciona em três estações: São Judas (Linha 1-Azul); Paraíso (Linhas 1-Azul e 2-Verde); e Pedro II (Linha 3-vermelha).

Já na CPTM, são quatro estações: Autódromo (Linha 9-Esmeralda); Tamanduateí (Linha 10-Turquesa); Dom Bosco (Linha 11-Coral); e Aeroporto-Guarulhos (Linha 13-Jade).

  • + PODCAST Jornada da Calma: A gota d´água para mudar o rumo profissional

    Continua após a publicidade
    Publicidade