Clique e assine por apenas 6,90/mês

Linha 4-Amarela do Metrô tem caos neste pré-carnaval

O grande acúmulo de foliões fez com que estações fossem fechadas e teve até passageiros invadindo os trilhos e acionando botões de emergência indevidamente

Por Adriana Farias - Atualizado em 3 fev 2018, 17h41 - Publicado em 3 fev 2018, 17h28

Com milhares de foliões nas ruas para o pré-carnaval na capital, as estações de metrô da Linha 4-Amarela viveram momentos de caos na tarde deste sábado (3). O grande acúmulo de pessoas fez com que estações fossem fechadas, outras funcionassem parcialmente e teve até passageiros invadindo os trilhos e acionando botões de emergência dos vagões desnecessariamente.

Segundo a ViaQuatro, concessionária que opera a linha, entre 15h32 e 16h45 as transferências das estações Luz e República ficaram fechadas, mas com os acessos abertos. A estação Higienópolis-Mackenzie foi a única que ficou com as portas fechadas. A operação foi parcial entre as estações Butantã e Fradique Coutinho neste período.

A ViaQuatro informou ainda que a paralisação aconteceu por conta do acionamento indevido de dois botões de emergência nos carros que estavam circulando entre as estações Paulista e Higienópolis-Mackenzie e houve evacuação dos passageiros pela via. Um funcionário que preferiu não se identificar relatou que houve foliões que invadiram as vias e se recusavam a sair. “Não houve nenhum problema de circulação, foi culpa dos usuários que prejudicaram a linha inteira”.

“A comunicação com os usuários está sendo reforçada no sentido de orientar para que não segurem as portas e não acionem os equipamentos de segurança indevidamente, evitando assim as pausas entre as estações”, informou em nota a companhia.

Continua após a publicidade

“Os trens utilizam a tecnologia driverless (sem condutor) e que, a qualquer acionamento ele para por questões de segurança e, neste caso, é necessária a intervenção de um colaborador que possa fazer a condução do carro manualmente”.

A ViaQuatro está fazendo a “Operação Carnaval” deste ontem por conta do aumento do fluxo de passageiros. Em razão da concentração e dispersão dos blocos de Carnaval a entrada e a saída de algumas estações estão sendo feitas por acessos diferentes.

Também podem ser instalados bolsões, que são áreas delimitadas por grades, para controlar o fluxo de usuários nos acessos. A estratégia, de acordo com a concessionária, garante a segurança no embarque e desembarque de todos e está pronta para ser implantada no pré-Carnaval (2 a 4 de fevereiro), Carnaval (10 a 13 de fevereiro) e pós-Carnaval (17 e 18 de fevereiro).

As estações que devem receber mais foliões são Faria Lima, Fradique Coutinho, Paulista e Higienópolis-Mackenzie.

Publicidade