Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Leis que não “pegaram” em São Paulo

Apesar de existirem há décadas, nenhuma das legislações registrou sequer uma multa por descumprimento

Por Gabriel Bentley 17 fev 2017, 19h09

Você abre o cardápio e encontra o prato canard à l’orange, sem nenhuma explicação a respeito da receita. Pois saiba que o restaurante pode ser multado, apesar de ser pequena a probabilidade de isso ocorrer.

Confira esta e outras leis curiosas que, mesmo em vigor, nem sempre são respeitadas (até hoje, nenhuma delas motivou sequer uma multa ou pena na capital).

Pet em correia curta
Lei: animais de estimação devem usar essa coleira com identificação para passear em locais públicos
Ano de implantação: 2001
Multa: de 20 a 100 reais

Menu bem detalhado
Lei: cardápios de restaurante precisam incluir a explicação dos ingredientes dos pratos
Ano de implantação: 1991
Multa: 4 573,80 reais

Ligação ao pé do altar
Lei: é proibido utilizar telefone celular dentro de igrejas e templos de qualquer culto
Ano de implantação: 2001
Multa: 400 reais

Cerveja no vagão
Lei: não é permitido ingressar em trens e estações do metrô sob o efeito de bebida alcoólica
Ano de implantação: 2001
Pena: o usuário é retirado

Continua após a publicidade
Publicidade