Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Justiça dos EUA condena brasileiro que invadiu o Capitólio

Eliel Rosa era parte de grupo de apoiadores do ex-presidente Donald Trump

Por Redação VEJA São Paulo 17 out 2021, 18h34

A Justiça dos Estados Unidos condenou um brasileiro que participou da invasão do Capitólio, sede do Legislativo norte-americano, em janeiro deste ano, após as eleições que deram vitória ao atual presidente do país, Joe Biden.

Eliel Rosa foi condenado a cumprir um ano de liberdade condicional e a pagar uma multa de 500 dólares, além de prestar 100 horas de serviços comunitários. A sentença foi proferida no último dia 12 de outubro, uma terça-feira.

A investigação do FBI aponta que Rosa morava no Texas e viajou para Washington motivado por Donald Trump, que alegava que foi vítima de fraude nas eleições. O brasileiro viajou junto com uma amiga americana, Jenny Cudd.

Rosa apareceu em imagens das câmeras de segurança e chegou a postar uma foto ao lado da amiga dentro do Capitólio. Ele foi indiciado por entrar em permanecer em um prédio restrito, por conduta perturbadora e por obstrução de procedimento oficial.

 

Continua após a publicidade

Publicidade