Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Apoiadores de Trump invadem Congresso dos EUA; mulher é baleada, diz TV

Grupo entrou no Capitólio para interromper a sessão de contagem de votos do Colégio Eleitoral

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 6 jan 2021, 18h40 - Publicado em 6 jan 2021, 18h29

Em protesto contra a eleição de Joe Biden como presidente dos Estados Unidos, um grande grupo de apoiadores de Donald Trump invadiu o Capitólio, sede do Congresso americano em Washington, nesta quarta-feira (6) durante a contagem oficial dos votos do Colégio Eleitoral definidos nas eleições presidenciais de novembro.

Momentos antes, Trump discursou aos apoiadores afirmando que não aceitaria o resultado eleitoral. “Eu estarei com vocês. Vamos andar até o Capitólio e felicitar nossos bravos senadores e congressistas”, incentivou o presidente. Entretanto, Trump não foi visto na manifestação.

Partes do prédio foram depredadas e o palco que será usado na posse de Biden, no dia 20 de janeiro, foi danificado. As portas do Capitólio foram trancadas e a polícia chegou a usar armas, bombas de gás e spray de pimenta para conter os manifestantes – alguns deles armados.

De acordo com a CNN americana, uma mulher foi baleada durante a invasão, na entrada do plenário da Câmara. A origem do tiro ainda não foi identificada.

Parlamentares, funcionários do Congresso e jornalistas, foram levados para locais longe da manifestação e a a prefeitura de Washington decretou um toque de recolher na capital americana das entre as 18h (20h de Brasília) Às 6 da manhã de quinta-feira (7).

  • Continua após a publicidade
    Publicidade