Justiça libera transfusão de sangue em bebê filho de testemunhas de Jeová

De acordo com a Santa Casa de São José do Rio Preto, recém-nascido corria risco de morte sem o procedimento; mãe negou o pedido em carta

A Justiça de São Paulo autorizou nesta quarta-feira (25) que um recém-nascido recebesse transfusão de sangue contra a vontade dos pais. O bebê está internado há onze dias na na Santa Casa de Misericórdia de São José do Rio Preto, a 450 quilômetros da capital.

A transfusão foi feita ainda na quarta e, de acordo com o hospital o estado de saúde do bebê é estável.

O menino apresentava problemas de coagulação, sangramento digestivo e anemia. De acordo com o hospital, havia risco de morte sem o procedimento. Os pais de L.G.S.N são membros dos Testemunhas de Jeová, religião não permite transfusão de sangue. No entender da igreja, esse tipo de procedimento fere as orientações bíblicas.

A mãe da criança, chegou a assinar um chegou a assinar um documento dizendo ter sido informada sobre oo quadro clínico e dos risco de morte, mas não liberou o procedimento. “Mesmo assim, sabendo de todos os riscos e gravidade, não autorizo as transfusões”, escreveu.

Com a negativa, a Santa Casa entrou na Justiça pedindo tutela antecipada, sob alegação de que o menor poderia morrer se a transfusão não fosse feita a tempo. O pedido foi encaminhado  em caráter de urgência na segunda (23), e autorizado pelo ao Tribunal de Justiça de São Paulo no dia seguinte.

O juiz entendeu que o risco de morte justifica a ação. “Preservada a garantia constitucional do direito a crença e culto religioso, o direito à vida é de ser tutelado em primeiro lugar pelo Estado, dada ordem de grandeza que envolve um e outro direito, evidenciando a presença do fumus boni juris.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. A Universidade Federal do Mato Grosso do Sul declarou que transfusões de sangue é muito perigoso, pode matar e deve ser evitado. O vídeo da reportagem no youtube é “ufms sangue” onde mostra médicos especialistas revelando realmente o que acontece com o paciente ao receber sangue. Pelo fato do bebê continuar internado na UTI já mostra o resultado negativo da transfusão.
    A Universidade Federal do Mato Grosso do Sul declarou que transfusões de sangue é muito perigoso, pode matar e deve ser evitado. O vídeo da reportagem no youtube é “ufms sangue” onde mostra médicos especialistas revelando realmente o que acontece com o paciente ao receber sangue. Pelo fato do bebê continuar internado na UTI já mostra o resultado negativo da transfusão.