Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Jovem é esfaqueado na estação Paulista do Metrô

Tiago Moraes, namorado da vítima, diz que agressão teve motivação homofóbica; caso ainda está sob investigação

Por Redação VEJA São Paulo 9 jun 2021, 17h10

Um jovem foi esfaqueado na estação Paulista da Linha 4-Amarela do Metrô no último domingo (6). Na ocasião, ele e o namorado discutiram com uma mulher e um homem, que teria sido autor das lesões. A vítima segue internada, mas não há risco de morrer. 

Tiago Moraes, companheiro da vítima, afirmou em suas redes sociais que o ataque também foi motivado por homofobia. “Meu namorado quase perdeu a vida, quase é mais uma vítima de homofobia e isso não vai ficar assim. E se a gente não vai atrás, quem vai?”, questiona.

O caso foi registrado na 78º DP no Jardins como lesão corporal e ainda está sob investigações. De acordo com a ocorrência registrada pela ViaQuatro, concessionária responsável pela Linha 4-Amarela, o desentendimento aconteceu nas escadas de transferência entre as estações da Consolação e Paulista. 

Depois da discussão, o homem responsável pela agressão feriu o jovem com uma arma branca. Com cortes na região do peito e na coxa, a vítima foi encaminhada para o Hospital das Clínicas e o agressor para a DP dos Jardins. 

A Secretaria de Segurança Pública afirmou que, apesar de o caso ter sido registrado num primeiro momento como lesão corporal, a natureza da ocorrência pode sofrer alterações dependendo das novas informações ou evidências que forem constatadas durante a investigação. 

No seu Instagram, Moraes também agradeceu as mensagens positivas que recebeu durante a recuperação de seu namorado. “Fiquei muito traumatizado. É um susto que a gente vivencia. Mas sou muito grato a Deus e a vocês que me ajudaram a compartilhar”. 

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade