Clique e assine por apenas 6,90/mês

Isolamento social cai em dia de ponto facultativo na cidade

Índices da sexta-feira foram menores do que do dia anterior

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 23 May 2020, 16h43 - Publicado em 23 May 2020, 16h38

O índice de isolamento social na capital paulista caiu quatro pontos percentuais na nesta sexta-feira (22), na comparação com o dia anterior. Pulou de 52% para 48%. O dia foi de emenda entre dois feriados adiantados (Corpus Christi e Consciência Negra), um fim de semana e outro feriadão antecipado (Revolução Constitucionalista de 1932), na segunda (25). As medidas de criação de um megaferiado de seis dias, tomadas por prefeitura e governo do estado, em conjunto com seus respectivos Legislativos, são vistas por pessoas dentro do Executivo paulista como as últimas alternativas antes da implantação de regras mais rígidas de deslocamentos.

O coordenador do Centro de Contingência da Covid-19, Dimas Covas, afirmou  que se o isolamento social não for superior a 70% nos próximos dias, a pandemia do coronavírus vai se prolongar até outubro deste ano.

A central de inteligência do governo estadual analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social. Com isso, é possível apontar em quais regiões a adesão à quarentena é maior ou menor.

Nesta semana, reportagem de capa da Vejinha mostrou que o descumprimento da quarentena ocorre em todas as regiões da cidade, do Morumbi à Brasilândia, passando por Sapopemba, Capão Redondo, centro, Jardim Europa, entre muitos outros distritos.

Continua após a publicidade

Assine Vejinha a partir de 6,90 reais mensais.

 

Publicidade