Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Integrantes do MTST interditam a Marginal Pinheiros

Grupo promoveu manifestação pacífica contra o problema da falta d’água na periferia

Por VEJA SÃO PAULO Atualizado em 5 dez 2016, 14h03 - Publicado em 25 set 2014, 20h48

Cerca de 4 000 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e do grupo Periferia Ativa fecharam a pista local da Marginal Pinheiros, sentido Rodovia Castello Branco, na noite desta quinta-feira (25). O grupo participou de um ato pacífico em frente à Sabesp para cobrar sobre o problema da falta d’água, principalmente, na periferia da cidade. O ato provoca cerca de 9,5 quilômetros de congestionamento na Marginal Pinheiros. Na cidade, o índice era de 109 quilômetros às 19h30.

 

+ Internautas fazem abaixo-assinado contra moradores do Jardim Europa

À tarde. representantes dos manifestantes e da Sabesp decidiram em reunião criar um canal permanente de comunicação para tentar solucionar o problema.  “Teremos encontros permanentes. O primeiro será na próxima semana. Vamos cobrar”, disse um dos coordenadores do MTST, Josué Rocha.

Continua após a publicidade

O ato começou por volta das 15h no Largo da Batata. O grupo seguiu pela Rua Sumidouro até a sede da Sabesp. Os manifestantes cobravam investimentos em captação, tratamento e distribuição de água potável, além da despoluição dos rios.

 

+ Confira as últimas notícias

“Não ficaremos inertes acompanhando o caos do desabastecimento, pois milhões de vidas da Grande São Paulo estarão em risco pela falta de água nas torneiras, principalmente dos bairros mais pobres”, afirmou em nota.

Continua após a publicidade
Publicidade