Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Homem vítima de sequestro-relâmpago que durou 12 horas é encontrado na Vila Leopoldina

Levado para cativeiro, vítima foi obrigada a realizar transferências bancárias, diz a polícia

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 26 out 2021, 19h08 - Publicado em 26 out 2021, 19h04

A Polícia Militar prendeu dois homens na Vila Leopoldina na segunda-feira (25) suspeitos de sequestrarem um motorista de caminhão.

Uma viatura patrulhava a Avenida das Nações Unidas quando abordaram um veículo. Dentro do carro estavam três homens, sendo que um deles relatou que era vítima de sequestro-relâmpago.

A vítima afirmou que foi buscar uma carga no bairro do Limão, na Rua José Lourenço, na Zona Norte, quando foi abordada por criminosos, que levaram o seu caminhão. Ele teria sido obrigado a entrar em um carro, onde foi mantido refém.

Levado para um cativeiro, ficou detido durante 12 horas, enquanto era obrigado a passar a senha dos seus cartões e realizar transferências bancárias. Após subtraírem os valores do caminhoneiro, os suspeitos o colocaram no carro, quando o mesmo foi abordado por uma viatura da Polícia Militar.

Os dois homens, de 30 e 38 anos, foram presos em flagrante. Foram recolhidos o carro, dois celulares e 769 reais. A ocorrência foi registrada no 91º DP como sequestro relâmpago, corrupção ativa (eles tentaram oferecer o carro em troca da liberdade) e adulteração do carro, como o chassi e o emplacamento do veículo eram divergentes.

 

Continua após a publicidade

Publicidade