Cartilha “da família” de rede de supermercados causa polêmica

“O casamento homoafetivo está na contramão do propósito divino”, diz o texto; em nota, a empresa Hirota pediu desculpas

Uma cartilha distribuída pela rede de supermercados Hirota provocou polêmica na internet. Seu texto condena a união entre pessoas do mesmo sexo. “O casamento homoafetivo está na contramão do propósito divino e não pode cumprir o seu propósito”, diz . “A relação conjugal entre homem e homem e mulher e mulher é antinatural, é um erro, uma paixão infame, uma distorção da criação.”

O conteúdo também desaprova sexo fora do casamento e relações não monogâmicas. Procurada, a assessoria de imprensa da empresa confirmou a distribuição da cartilha e encaminhou uma nota de posicionamento, com um pedido de desculpas.

O Hirota Food Supermercados lamenta qualquer transtorno que tenha causado pela distribuição da cartilha da família. Reiteramos que em momento algum tivemos a intenção de polemizar, ofender ou discriminar qualquer forma de amor. Em nossos valores não há nenhum tipo de preconceito em relação a gênero, religião ou raça. Atendemos todas as famílias da mesma forma, com a mesma humildade e carinho. Nossas sinceras desculpas a todos”.

Na página do Facebook, o mercado tem recebido diversas críticas, assim como promessas de boicote. “‘Sou um dos clientes do Hirota Food Supermercados, e sempre fui muito bem atendido. Sou gay e já fui atendido por muitos funcionários gays no estabelecimento, inclusive. Uma cartela dessas é completamente desrespeitosa”, escreveu um dos seus seguidores.

 (Reprodução/Veja SP)



 (Reprodução/Veja SP)

 

Diante da polêmica, a marca Daiso Japan, que tem produtos revendidos pelo Hirota, liberou um comunicado na tarde desta terça sobre o caso.

Confira:

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

  1. Geraldo Bohessef Bou Assaf

    Nunca vi uma geração tão mimizenta quanto essa. Hj as pessoas não podem expor sua opinião porque passam por homofóbicos etc, mas a minoria quer fazer a maioria engolir a opinião deles, se não for assim é homofobia. Daqui a pouco quem for hétero vai ser taxado de homofóbico, quem achar que casal é um homem e uma mulher vai ser taxado de homofóbico, enfim, tenho pena dos héteros que nascerão nesse Brasil, vão ser caçados como as pessoas que não comungavam com a igreja católica eram caçadas na época da inquisição. A inquisição “gayista” já começou, cada dia piora mais ainda.