Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Grafites do Zezão

O artista plástico Zezão transforma canais de esgoto, galerias pluviais e até a passagem subterrânea na entrada do Estádio do Pacaembu em tela

Por Marcela Besson Atualizado em 5 dez 2016, 19h09 - Publicado em 25 set 2009, 15h53

Dos muros e becos sombrios para as galerias de arte moderninhas da cidade. Esse foi o caminho do artista plástico e grafiteiro paulistano Zezão. Suas intervenções urbanas tiveram início em 1995 em prédios abandonados e muros de concreto embaixo de viadutos. Mas foi grafitando em locações improváveis, praticamente inacessíveis, que Zezão ficou conhecido. Uma depressão, em 1998, o levou para os túneis subterrâneos de São Paulo. Canais de esgoto, galerias pluviais e até a passagem subterrânea na entrada do Estádio do Pacaembu se transformaram em tela para o artista. Suas formas orgânicas e delicadas, coloridas de azul-celeste, deixaram marcas em vários pontos recônditos do Rio Tietê, por exemplo. Imagens difíceis de ver (e de apagar!). No site de Zezão é possível conferir muitas delas.

Publicidade