Clique e assine por apenas 6,90/mês

Governo pedirá reintegração de posse de todas as escolas ocupadas

Secretario de Educação disse ser contra violência e criticou a participação de movimentos como o MTST nas ações

Por Veja São Paulo - Atualizado em 28 dez 2016, 09h43 - Publicado em 17 nov 2015, 18h40

Em coletiva de imprensa realizada nesta terça (17), o secretario estadual da Educação, Herman Voorwald, afirmou que pedirá reintegração de posse de todas as escolas ocupadas no estado contra a reorganização do ensino paulista e o fechamento de unidades. Até agora, há cerca de trinta espaços nessa situação. “Não é questão de decisão, é inevitável, pois trata-se de um patrimônio público”, relatou. Ainda não há prazo de quando as ações de desocupação ocorrerão.

O secretario disse também ser “contra a violência e a favor do diálogo” e que não quer debater com entidades que “não têm a ver com a educação”, referindo-se a grupos como o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), também participante das ocupações, junto dos estudantes.

Também explicou que o conteúdo de aulas perdido durante esse período será reposto, para que os jovens completem a carga horária exigida por lei, de 200 dias de aula. Voorwalk garantiu que, com a reorganização da educação, não haverá superlotação das escolas.

+ Alunos da rede estadual ocupam escola em Pinheiros

O objetivo do Governo é que, antes de deixarem as escolas, os alunos enviem uma pauta de reinvindicações para ser discutida.

Escola ocupada Pinheiros

Escola ocupada Pinheiros

Publicidade