Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Jovens de famílias de empresários promovem evento para ONG

Lucas Diniz Abrão, 25, neto de Abilio Diniz, e Johnny Doria, 23, filho do prefeito João Doria, são alguns dos participantes

Por Ana Carolina Soares Atualizado em 25 ago 2017, 00h24 - Publicado em 24 ago 2017, 17h59

A faixa etária em que se encontram os dezenove membros do grupo de WhatsApp Tamojunto, criado no começo do ano, vai dos 18 aos 32 anos. São jovens ligados a famílias de empresários bem-sucedidos, a exemplo de Lucas Diniz Abrão, 25, neto de Abilio Diniz, e Johnny Doria, 23, filho do prefeito João Doria.

Desde cedo, eles assumem grandes responsabilidades. Abrão é sócio da Azimut Brasil, gestora de patrimônio, e Johnny, diretor do Grupo Doria, de comunicação e marketing. Da turma que se juntou em prol de uma causa também faz parte Marcelo de Sousa, filho do cartunista Mauricio de Sousa.

Em conversas on-line surgiu a ideia da primeira edição do Encontro Tamo Junto, voltado para jovens de até 30 anos, cujo objetivo é amealhar fundos para a Gerando Falcões, ONG que atende 1 200 famílias em favelas da Grande São Paulo — a proposta é realizar projetos socioeducativos e formar líderes nas comunidades. O evento está programado para segunda (28), no restaurante LM09, em Moema.

Com entrada gratuita, deverá atrair 300 pessoas. Para participar, é preciso enviar um e-mail para boliarini@gerandofalcoes.com até a sexta 25. “O jantar anterior arrecadou 570 000 reais e o que vier como resultado deste evento, estarei muito feliz”, torce Eduardo Lyra, que criou a ONG em 2011.

Seu trabalho cativou os empresários da nova geração, que se envolveram com a associação de diferentes formas. “Doei 500 reais a uma senhora que perdeu sua barraca de feira na chuva”, conta Abrão. “Ela pode voltar a empreender.” Em 2013, Doria visitou um presídio e, recentemente, uma unidade da Fundação Casa. “O Gerando Falcões muda vidas”, afirma.

Ele cita o exemplo do rapper Lemaestro. Caçula de uma família marcada pelas drogas e pelo crime, o músico agora fala sobre superação em suas letras. Lemaestro e Lyra darão palestras no encontro. Os presentes ainda concorrerão a experiências como uma manhã com Paula Bellizia, presidente da Microsoft. “Essa juventude entende que mobilizar 1 milhão de pessoas vale mais que ganhar 1 milhão de reais”, diz Lyra.

Continua após a publicidade

Publicidade