Clique e assine por apenas 6,90/mês

Após acordo na Justiça, Felipe Neto deverá gravar vídeo sobre Malafaia

De acordo com colunista de 'O Globo', o youtuber fez um combinado sobre o que deve falar na transmissão, depois de acusações ao religioso em 2017

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 2 Nov 2019, 13h34 - Publicado em 2 Nov 2019, 13h29

Desde 2017, o youtuber Felipe Neto, com mais de 34 milhões de seguidores, enfrenta uma disputa judicial com o pastor Silas Malafaia, ligado à Assembleia de Deus.

De acordo com o colunista de O Globo Lauro Jardim, os dois acabaram de entrar em um acordo. Até sexta (8), o influenciador digital deverá gravar um vídeo dizendo o seguinte: “Em acordo na queixa-crime (…), venho esclarecer que: eu critico a postura e não concordo com muitas coisas que o pastor Silas Malafaia fala, mas não posso provar e afirmar que ele enriquece através de fiéis.

A declaração aparece em resposta a uma acusação de Neto ao religioso na época, quando afirmou que Malafaia explorava “a fé das pessoas para enriquecer” em um vídeo a respeito do pastor e sua posição em relação a causas LGBT.

Publicidade