Clique e assine com até 89% de desconto

Febre amarela: prefeitura expande vacinação para Itaim e Morumbi

Ação após morte de macacos será realizada em três UBSs dos distritos: Real Parque, Dr. José de Barros Magaldi e Meninópolis

Por Estadão Conteúdo 6 mar 2018, 21h23

Após registrar a morte de macacos por febre amarela na divisa entre as regiões sul e oeste da capital, a Prefeitura decidiu ampliar, a partir desta quarta-feira (7), a vacinação contra a doença para os distritos do Itaim Bibi e Morumbi, na Zona Oeste.

  • Os óbitos dos animais ocorreram no início de fevereiro nos distritos de Santo Amaro e Campo Grande, que já estavam incluídos na atual fase da campanha de vacinação. Como Itaim Bibi e Morumbi estão próximos dos endereços onde os macacos foram encontrados mortos, eles foram adicionados à campanha. 

    A ação será realizada em três Unidades Básicas de Saúde (UBSs) dos distritos: Real Parque, Dr. José de Barros Magaldi e Meninópolis. Os interessados em tomar a vacina deverão procurar as unidades e retirar uma senha.

    A secretaria também ampliou a imunização para o distrito da Vila Matilde, na zona leste, pela proximidade com o Parque do Carmo, onde também houve registro de óbito de macacos.

    Pelo menos 125 animais já tiveram o diagnóstico confirmado da doença na capital desde outubro de 2017, dos quais 104 foram infectados na zona norte, a região mais afetada.

    A segunda fase da campanha contra a febre amarela vai até 16 de março e tem como público-alvo os moradores de 27 distritos da capital das áreas sul, leste, sudeste e oeste.

    Cerca de 2,2 milhões de paulistanos foram vacinados na atual etapa da ação. Outro 1,9 milhão de pessoas receberam a proteção na primeira fase da campanha, realizada na zona norte a partir de outubro. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, a cobertura vacinal da cidade atualmente é de 40%. O objetivo da Prefeitura é imunizar toda a população até o final do semestre.

    Continua após a publicidade
    Publicidade