Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Fapesp pode perder R$ 454,6 milhões; pesquisadores fazem ato

O valor corresponde a 30% dos repasses feitos à fundação; governo diz que não irá cortar a verba

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 14 dez 2020, 16h01 - Publicado em 14 dez 2020, 15h44

Caso o Projeto de Lei (PL) 627/2020 seja aprovado pela Assembleia Legislativa, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, Fapesp, pode perder R$ 454,6 milhões em repasses de recursos do tesouro estadual à fundação em 2021. O governo diz que não irá retirar a verba, mas pesquisadores estão preocupados. Nesta segunda-feira (14), eles fizeram protesto em frente ao edifício da fundação.

Na última sexta-feira (11), o projeto orçamentário do próximo ano foi aprovado pelos parlamentares da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento. Nesta semana, a PL será levada para votação no plenário. 

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico informou, em nota, que o Governo está comprometido em manter os recursos da Fapesp na sua totalidade.

“A Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão e a Secretaria de Governo lideraram a discussão orçamentária com a Alesp. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, assim como a Fapesp, entende que o compromisso de Governo será cumprido”, diz o informe.

De acordo com a Secretaria, está incluído no PL um dispositivo que torna obrigatório para o Executivo o ajustamento do orçamento, por decreto, para restaurar o orçamento da Fapesp e das universidades.

Ato e promessa

Nesta segunda-feira (14), os pesquisadores promoveram um ato em frente ao edifício da Fapesp. Os profissionais pedem o repasse integral de recursos em 2021.

Continua após a publicidade

Um dos cartazes relembra uma promessa feita pelo governador de São Paulo, João Doria, no dia 25 de novembro deste ano. O tucano fez a declaração junto do presidente da Fapesp, Marco Antonio Zago. 

“Nós não vamos aplicar a Drem, que poderia gerar algum prejuízo a Fapesp. Isso não haverá. Ao contrário. Estabelecemos ontem, no Palácio dos Bandeirantes, uma produtiva reunião para somar forças e investimentos na pesquisa, na ciência e na tecnologia”, afirmou o político do PSDB na época. 

+Assine a Vejinha a partir de 5,90

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)