Clique e assine por apenas 6,90/mês

Fake news do “primo do porteiro” se espalha nas redes sociais

Diversos perfis chamaram atenção para a tentativa de desacreditar a população para a gravidade da pandemia

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 29 mar 2020, 12h39 - Publicado em 29 mar 2020, 12h08

Circula em grupos de WhatsApp e outras redes sociais uma série de relatos sobre possíveis mortes acidentais que estariam sendo registradas como mortes pelo novo coronavírus. As fake news (mentiras embaladas como notícias) chamaram atenção pela similaridade do relato. “Gente! O primo do porteiro aqui do prédio morreu pq foi trocar o pneu do caminhão e o pneu estourou no rosto dele. Receberam o atestado de óbito como se fosse o covid-19”, afirma a mensagem, replicada por diversos perfis. Até ontem (28), 114 mortes em função de infecção pelo novo coronavírus foram contabilizadas no país.

 

Publicidade