Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Ações do Facebook têm queda em Bolsa dos EUA após dia de caos

Empresa de Mark Zuckerberg registrou um recuo de quase 6% na tarde desta segunda-feira (4)

Por Redação VEJA São Paulo 4 out 2021, 17h20

As ações do Facebook registraram uma queda de 5,83% na tarde desta segunda-feira (4), dia marcado pela pane das plataformas Facebook, WhatsApp e Instagram, todas geridas pela empresa de Mark Zuckerberg.

No Brasil, os BDRs do Facebook operavam com recuo de 4,65% durante a tarde. Em postagem no Twitter, a empresa disse que está “ciente de que algumas pessoas estão tendo problemas para acessar os aplicativos e produtos”.

“Estamos trabalhando para que as coisas voltem ao normal o mais rápido possível e pedimos desculpas por qualquer inconveniente”, complementa.

Caos generalizado

O WhatsApp, o Facebook e o Instagram enfrentam problemas no início da tarde desta segunda-feira (4). Internautas ao redor do mundo relatam dificuldades para acessar as plataformas.

+ A revolta das máquinas? Telegram e Nubank também sofrem instabilidade

Continua após a publicidade

O site Downdetector, que monitora reclamações sobre serviços da internet, registrava um pico de queixas por volta das 12h50. De acordo com os dados, no horário havia 17.433 queixas sobre o WhatsApp, cerca de 5 000 para o Instagram e 4 000 para o Facebook. As plataformas ainda não divulgaram os motivos da pane.

No WhatsApp, a dificuldade é para enviar mensagens. Já no Instagram a queixa é o carregamento do feed e outras funções que não atualizam para o usuário, assim como no Facebook.

Por meio de sua conta oficial no Twitter, o Facebook — que também é dono do WhatsApp e Instagram— confirmou o problema no mundo todo, mas não deu detalhes sobre a falha. 

Com a pane global no WhatsApp, Facebook e Instagram, internautas geram memes no Twitter.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Continua após a publicidade

Publicidade