Clique e assine por apenas 6,90/mês

Ex-dependente, ator de ‘Cidade de Deus’ defende descriminalização

Livre do vício desde o ano passado, Rubens Sabino citou um exemplo de política aplicada na Suíça para sanar o problema

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 27 Maio 2017, 12h23 - Publicado em 27 Maio 2017, 12h20

Famoso por interpretar o traficante Neguinho no filme Cidade de Deus (2002), o ator Rubens Sabino, 34 anos, viveu por muitos tempo na Cracolândia, onde usou a droga por três anos.

Livre do vício desde o ano passado, Rubens defendeu uma solução para o problema que e considerada impensável por muitas pessoas. “Todo mundo sabe que a Cracolândia de São Paulo não vai acabar com repressão”, escreveu o ator em seu perfil no Facebook. Acredito que somente a descriminalização de algumas drogas pode pôr fim à Cracolândia.”

Ele citou um exemplo de política combate a explosão do consumo de heroína na Suíça. Ha vinte anos, o governo local descriminalizou o uso da droga e transferiu os dependentes para alojamentos comandados por equipes de saúde, que aplicam doses controladas da droga. O número anual de novos usuários caiu de 850 em 1990 para 150 em 2005. E cerca de um terço dessas pessoas deixaram a droga espontaneamente

“O usuário pode ir até esse alojamento do governo, pegar todo dia sua dose de heroína e voltar para casa e trabalho e não para a cadeia, como no Brasil.”

Continua após a publicidade
Publicidade