Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Vila Olímpia se torna a primeira estação de trem sustentável do Brasil

Parceria entre governo estadual e iniciativa privada instalou placas solares, sistema de captação, filtração e armazenamento de água e bicicletário no ponto

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 1 jun 2021, 19h07 - Publicado em 1 jun 2021, 19h06

A quatro dias do Dia Mundial do Meio Ambiente, foi inaugurada nesta terça-feira (1º) a revitalização da estação Vila Olímpia da Linha 9-Esmeralda da CPTM, que contou com diversas iniciativas sustentáveis. Com o projeto, a parada da linha que segue o Rio Pinheiros se tornou a primeira estação de trem sustentável do país.

Com os incrementos recebidos, a estação tem o potencial de gerar, captar ou reaproveitar a maior parte dos insumos necessários para sua operação, ou seja, é 100% autossuficiente. A revitalização foi fruto de uma parceria entre o banco Santander, o Governo do estado de São Paulo e a Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM).

“É mais do que oportuno para nós entregar este presente a São Paulo na Semana Mundial do Meio Ambiente. Trouxemos para a Estação Vila Olímpia algumas das mais modernas soluções existentes para mitigar o impacto ambiental de suas operações”, afirma Patricia Audi, vice-presidente executiva de comunicação e sustentabilidade do Santander Brasil.

Entre as melhorias mais impactantes implementadas estão a instalação de 234 placas solares, um sistema interno de captação, filtração e armazenamento de água e um bicicletário. Com isso, gastos e emissões podem ser cortados: há a capacidade de zerar a conta de luz, de R$ 300 mil anuais, economizar 150 mil litros de água mensalmente e diminuir emissões de gás carbônico com as 90 vagas para bicicletas no local.

a imagem mostra placas fotovoltaicas acima do teto da estação vila olímpia, com a cidade no fundo
As 234 placas fotovoltaicas instaladas sobre a cobertura da plataforma dão o potencial de zerar a conta de energia elétrica da estação Vila Olímpia: menos dinheiro público gasto Divulgação/Divulgação

Também foram colocadas em prática na estação melhorias como a instalação de canaletas de bicicleta nas escadas e pontos de recarga de bicicletas elétricas; a recriação do paisagismo, com paredões verdes; um novo espaço de convivência; um mural do artista Eduardo Kobra; uma nova marquise contra a chuva, novos bebedouros e bancos e estações de coleta seletiva de lixo.

Continua após a publicidade
bicicletário inaugurado na estação vila olímpia da cptm, com placa identificando na direita, entrada à esquerda e plantas na fachada toda
O bicicletário inaugurado na estação tem capacidade para 90 bicicletas Divulgação/Divulgação

Serão instalados painéis informativos ao longo da estação Vila Olímpia com informações relativas às melhorias e aos benefícios que elas trarão para a experiência para o passageiro e para o meio ambiente.

Segundo o Santander, o banco ficará responsável pela manutenção mensal da estação durante três anos. Também foi informado que eles disponibilizarão integralmente os projetos de engenharia e arquitetura da reforma para que outras empresas possam reproduzir o modelo em outros locais, se quiserem.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

 

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade