Clique e assine por apenas 6,90/mês

Em primeira entrevista, modelo fala sobre acusação de estupro a Neymar

Najila Mendes de Souza conversou com o repórter Roberto Cabrini: "Quero que ele pague pelo que fez", disse

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 5 Jun 2019, 21h12 - Publicado em 5 Jun 2019, 20h38

A modelo Najila Mendes de Souza deu sua primeira entrevista após acusar o jogador Neymar de estupro. Em conversa com o repórter Roberto Cabrini, no jornal SBT Brasil, exibido nesta quarta (5), ela reafirmou o abuso e pediu por justiça: “Quero que ele pague pelo que fez”, afirmou. “Só porque estava afim de ficar com ele, ele não tinha o direito de fazer aquilo comigo.”

A moça contou que a relação era de início consensual – era um desejo dela, segundo a própria -, mas o jogador depois se tornou agressivo, uma pessoa diferente da troca de mensagens. Ela lembrou que perguntou ao esportista se ele havia levado preservativo e ele teria explicado que não.

“Falei então que não poderíamos, só iríamos trocar carícias”, contou, ao que o atacante não teria respondido. “Ele me virou e já foi cometendo o ato, ele não entrou em um acordo.” Najila relatou que foi segurada violentamente, recebeu tapas em suas nádegas e, mesmo pedindo para parar, não teve o pedido atendido.

“Quando saí da cama e fui para o banheiro, não acreditei. Foi uma decepção. Não consegui falar nada para ele, xingar ou chorar, estava em estado de choque”, comentou, sobre o fato de continuar a conversar com o jogador após a situação. “Em um primeiro momento, não consegui reagir. Tive que assimilar tudo. Fui entender como ele foi ruim e estúpido, me violou. Quis fazer justiça.”

Continua após a publicidade

Questionada sobre ter dívidas e uma ação de despejo de seu apartamento, a moça rebateu que teria formas mais rápidas de conseguir dinheiro, se quisesse. “Não iria me expor dessa forma para arrancar dinheiro do Neymar”, disse ela, que negou uma tentativa de extorsão ao atacante.

“Tenho consciência que o que aconteceu representa para mim uma questão de honra. Ele não precisava ter feito aquilo comigo. Eu já estava ali para aquilo, era um desejo meu, sou livre, desimpedida, iríamos ficar, eu ia voltar para casa e tudo certo”, afirmou.

Confira parte da entrevista:

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

Exclusivo! Modelo que acusa Neymar de estupro fala com Roberto Cabrini. Hoje, às 19h45, no #SBTBrasil

A post shared by Jornalismo do SBT (@sbtjornalismo) on

Publicidade