Clique e assine por apenas 6,90/mês

Doria diz que se reunirá mensalmente com os vereadores

Prefeito eleito pretende estreitar relações também com o Judiciário e deve se reunir com a ministra Cármen Lúcia 

Por Estadão Conteúdo - Atualizado em 27 Dec 2016, 14h51 - Publicado em 17 Nov 2016, 15h15

O prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta quinta-feira (17) que quer se aproximar dos vereadores da capital paulista e de todas as instâncias do Poder Judiciário. Em coletiva de imprensa para anunciar o nome de mais quatro titulares em secretarias do governo, Doria disse que pretende se reunir uma vez por mês com todos os vereadores na sala da Presidência da Câmara.

+ Câmara proíbe venda de sirenes e giroflex para carros comuns

Os novos nomes são Jorge Damião, futuro secretário de Esportes; Paulo Uebel, que vai comandar a pasta de Gestão; Gilberto Natalini, secretário do Meio Ambiente e Marcos Penido, que assume a cobiçada Secretaria de Serviços e Obras.

Ele também comentou ter a intenção de conversar com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, assim como fez com outros representantes do Judiciário, entre eles o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes. 

Doria disse que vai se reunir com os secretários e prefeitos regionais anunciados no dia 3 de dezembro para uma reunião de gestão. No dia 22 do mesmo mês, haverá a segunda reunião do grupo de trabalho contra as enchentes de verão. “Temos trabalhado para minimizar o efeito das chuvas”, disse. Na quarta-feira (16), a equipe se reuniu com a Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado para debater o tema. 

Na tarde desta quinta, o prefeito eleito almoça com o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, para apresentar seus projetos de privatização e atrair a atenção dos empresários para os investimentos. Doria e Skaf devem falar com a imprensa após o encontro.

Publicidade