Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Doria pede afastamento de Aécio Neves do PSDB a lideranças do partido

Governador acha que o senador tucano foi contra ideal de oposição da sigla ao governo Bolsonaro ao apoiar Lira para presidência da Câmara

Por Redação VEJA São Paulo 9 fev 2021, 13h30

O governador João Doria afirmou, nesta terça-feira (9), que pediu o afastamento de Aécio Neves do PSDB durante reunião de líderes do partido na noite de segunda-feira (8), no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

O pedido aconteceu porque, segundo aliados do governador, Aécio foi o responsável pela articulação nos bastidores da Câmara para que uma parte do partido apoiasse Arthur Lira (PP) para a presidência da Casa. 

A reunião, que contou com a presença do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, aconteceu justamente para que se discutisse o fato de alguns tucanos apoiarem o concorrente direto de Baleia Rossi (DEM), candidato favorito do partido para o pleito.

“Pedi o afastamento. Entendo que o PSDB não deve abrir espaço para ações desse tipo. É normal um partido como o PSDB ter debates, isso faz parte do processo de qualquer partido. Mas você não pode ter dissidências”, afirmou Doria, quando questionado sobre a reunião.

“A posição do PSDB é posição de oposição ao governo Jair Bolsonaro. Os que quiserem fazer vassalagem ao Bolsonaro tenham coragem e dignidade de pedir pra sair do PSDB e sigam o seu caminho onde desejarem”, completou.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

 

Continua após a publicidade
Publicidade