Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Desabafo de vendedora de picolé de Jales faz sucesso na internet

Bruna Atanazio, de 22 anos, escreveu sobre ter sido debochada enquanto trabalhava e publicação teve mais de 107 000 curtidas

Por Ana Luiza Cardoso Atualizado em 3 nov 2017, 15h58 - Publicado em 3 nov 2017, 12h16

Um desabafo publicado no Facebook pela vendedora de picolé Bruna Atanazio, de 22 anos, ganhou mais de 107 000 curtidas desde o último dia 28, quando foi compartilhado. Em relato, a jovem de Jales, cidade a 587 quilômetros da capital paulista, conta que enquanto trabalhava com o seu carrinho de sorvete na sexta-feira (27) foi vítima de risadinhas e deboche de duas meninas que passavam por ela em uma motocicleta.

“Confesso que fiquei mal, com muita vergonha… e que nos primeiros cinco minutos quase voltei correndo pra casa”, escreveu. “Seja vocês quem for gostaria de dizer que no fim do dia eu tinha meus 74 reais muito suado e honesto, sem precisar fazer qualquer tipo de coisa errada (…) não ligo pra sua opinião só quero saber do dinheiro no meu bolso, por isso tô aqui postando essa foto e tenho muito orgulho de ser trabalhadora. #MeninaDoPicolé#DinheiroHonestoSempre”

  • Procurada pela reportagem de VEJA SÃO PAULO, Bruna conta que as meninas não a xingaram, mas deram risadas. “Eu fiquei muito chateada, não imaginava que ia acontecer esse tipo de coisa”, disse.

    Ela trabalha há um ano como vendedora e costuma faturar por dia entre 35 e 90 reais, dependendo do tempo. Após a repercussão do caso, tem sido parada na rua com frequência para conversar sobre o seu relato. “Hoje recebi um monte de mensagem perguntando onde eu estou, de gente querendo comprar sorvete”, conta.

    “Estou muito surpresa, ao mesmo tempo agradecida, tanta pessoa mandando mensagem, não tive nenhuma crítica, nenhuma crítica, é bem legal”, disse.

    Continua após a publicidade
    Publicidade