Conheça curiosidades sobre Moema

Entre elas está um bar inspirado em um navio alemão

Reduto de propriedades de criação de gado, Moema chamava-se Indianópolis até 1987, quando o então prefeito Jânio Quadros mudou o nome da região para o atual. Veja outras curiosidades.

+ Hamburgueria Holy Burger faz evento para comemorar aniversário da casa

Arte no parque 

O Ibirapuera está situado na área e reúne cinco dos principais museus da cidade: o Pavilhão da Bienal, o Museu de Arte Moderna, o Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, a Oca e o Museu Afro Brasil. Confira três obras que podem ser vistas por ali.

Museu AfroBrasilMuseu AfroBrasil

 (/)

Tarsila do AmaralTarsila do Amaral

 (/)

Programa aéreo 

congonhascongonhas

 (/)

Há oitenta anos, quando foi fundado, Congonhas não passava de uma pista de terra batida longe de tudo. Após a conclusão do projeto arquitetônico de 1948, no entanto, o aeroporto ganhou duas alas, a norte e a sul, ligadas por uma passarela. O local virou um dos points mais disputados da capital e lotava de gente nos fins de semana querendo assistir ao pouso e à decolagem das aeronaves. O mirante ficou conhecido como Prainha.

O dono do pedaço 

Fundador da Companhia Territorial Paulista, o engenheiro Fernando Arens Jr. foi o responsável por lotear os 182 alqueires do Sítio da Traição. Foi ele quem batizou com nomes indígenas e de espécies de pássaro as ruas de Moema. A principal delas foi chamada de Araci, como sua filha. Mais tarde, a via virou Avenida Indianópolis.

Os pássaros dão a direção 

RouxinolRouxinol

 (/)

Amante das aves, Fernando Arens Jr. deu o nome de suas espécies prediletas às vias dos quarteirões entre a avenidas Santo Amaro e Ibirapuera. Conheça as características de algumas delas.

Rouxinol. Ave parda, com tons ruivos e bico amarelo. Comum na Europa e na Ásia, é conhecida e apreciada pelo cantar.

Inhambu. Típica da América do Sul, oculta-se facilmente graças à plumagem parda. Quase não voa.

Macuco. Com penas escuras e o tamanho de uma galinha, passa o dia no chão e a noite nas árvores. Selvagem e arisco.

Da guerra á cerveja 

navio windhuknavio windhuk

 (/)

O navio Windhuk desviou da rota que ia de Hamburgo à África do Sul para o Porto de Santos devido ao início da II Guerra Mundial, em 1939. Nove anos depois, um dos homens a bordo, Otto Rückert, abriu a casa que ganhou esse nome e até hoje serve chope alemão na Alameda dos Arapanés.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s