Clique e assine por apenas 6,90/mês

Cruz Vermelha já recebeu mais de 5 toneladas de doações a vítimas de incêndio

Roupas e alimentos são a maioria dos itens doados, mas também há boa quantidade de água, fraldas e itens de higiene pessoal

Por Thaís Oliveira - Atualizado em 1 Maio 2018, 20h50 - Publicado em 1 Maio 2018, 20h48

Desde o desabamento do Edifício Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paissandu, diversas entidades se mobilizaram para ajudar as vítimas do incêndio na madrugada desta terça (1º), que culminou na completa destruição do imóvel .

Essas igrejas e organizações recolhem itens como água, roupas e mantimentos não perecíveis. A Cruz Vermelha calcula ter recebido mais de 5 toneladas de donativos desde a manhã. Roupas e alimentos são a maioria dos itens doados, mas também há boa quantidade de água, fraldas e itens de higiene pessoal.

Após uma triagem, tudo é entregue para a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, que fica responsável pelo repasse às vítimas.  De acordo com um cadastro feito pela prefeitura, 150 famílias ocupavam o local, sob coordenação do Movimento de Luta Social por Moradia (MLSM). Esses ocupantes pagavam ao movimento um ‘aluguel’ de até 400 reais.

O posto de doação na sede da instituição, na Avenida Moreira Guimarães, número 699, próximo ao aeroporto de Congonhas.

Continua após a publicidade

 

Publicidade