Clique e assine por apenas 5,90/mês

Criança morre ao ser atacada por cachorro na Grande SP

Animal vivia no mesmo quintal que a menina, dono do cão afirma que não havia histórico de agressividade

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 27 out 2019, 17h09 - Publicado em 27 out 2019, 16h50

Uma criança morreu após ser atacada por um cachorro em São Bernardo do Campo, na Rua Primeiro de Maio, no sábado (26). A menina de de 1 ano e 9 meses foi mordida no pescoço e em seguida foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Vila São Pedro, mas não resistiu aos ferimentos.

A mãe da criança contou à Polícia Militar que estendia roupas no varal na companhia da filha quando o cachorro saiu da residência do vizinho e atacou. Os imóveis compartilham o mesmo quintal. A mãe pediu ajuda de sua outra filha para tirar o cão de cima da criança, e em seguida levou a menina para a UPA.

O dono do animal disse que o cachorro costumava brincar com os vizinhos, e não havia nenhum histórico de agressividade. A polícia apreendeu a carteira de vacinação do cão.

O caso foi registrado no 1º D.P de São Bernardo do Campo como omissão de cautela na guarda e condução de animais, e classificado como morte suspeita e acidental. A investigação ficou sob responsabilidade do 6º D.P da cidade.

 

Continua após a publicidade
Publicidade