Continua após publicidade

“Se Ana Maria Braga chamar, vou na hora”, diz Bruno após convite da Band

Cozinheiro ficou famoso após aparecer na fila de desempregados em reportagem da TV Globo

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
27 mar 2019, 18h46

Mesmo depois de ter conseguido emprego em um restaurante na Grande São Paulo e garantido aparições quinzenais no programa Melhor da Tarde, comandado por Catia Fonseca, na TV Bandeirantes, o cozinheiro Bruno Coutinho Dias deixou claro que seu sonho ainda é o mesmo: cozinhar para Ana Maria Braga.

“Se ela me chamar, eu vou na hora”, afirmou o capixaba em entrevista a VEJA SÃO PAULO.

Dias ficou famoso após aparecer nesta terça-feira (26) no jornal Bom Dia São Paulo procurando emprego. O rapaz virara a noite na fila do Mutirão do Emprego, no Largo Paissandu, no centro da capital. Ao ser entrevistado pela equipe da emissora, disse que o que mais queria na vida era um dia mostrar seus dotes culinários no programa Mais Você, de Ana Maria Braga.

A apresentadora global soube do interesse do rapaz e chegou a dizer no ar que tinha interesse em levá-lo à atração. Só que a concorrência foi mais rápida no gatilho.

Na própria data, Dias foi convidado a cozinhar no programa de Catia Fonseca. Foi lá também que recebeu a notícia do emprego novo no restaurante do chef Melchior Neto e da participação no programa da emissora de quinze em quinze dias.

Continua após a publicidade

O profissional disse à reportagem que chegou a ser procurado pela diretora do programa de Ana Maria Braga logo depois de aparecer no emissora concorrente. Mas ficou por isso mesmo.

Apesar disso, afirmou que já até sabe o que vai cozinhar caso seja, de fato, convidado a ir na Globo.

“Vou fazer uma receita que inventei. É o bacalhau capixaba: um longo de bacalhau com um molho diferente”, afirmou, sem, no entanto, revelar os ingredientes da mistura. “O molho é segredo. Se eu for lá um dia você vai ver.”

Essa receita foi criada durante sua passagem pela Europa. O rapaz contou ter vivido por cinco anos em países como Portugal, França, Itália e Suíça. Em todos esses lugares, trabalhou em restaurantes. Voltou ao Brasil em 2005.

Continua após a publicidade

Depois de uma temporada no Espírito Santo, estado onde nasceu, decidiu apostar na vida em para São Paulo, onde chegou no fim de 2018. Desde então, procurava emprego na área.

Esta quarta-feira (27) foi o primeiro dia de trabalho de Dias no restaurante do chef Melchior Neto, em Santo André. Em sua estreia, preparou o principal prato da casa. “Fiz um filé creme, um filé mignon ao molho de queijo”, contou.

O rapaz tomou gosto pela gastronomia quando criança por causa da mãe, cozinheira de mão cheia de Colatina, no norte do Espírito Santo. “Aprendi com minha mãe. Ela sempre fez comidas muito especiais. Fui vendo, praticando, até começar a trabalhar no setor”, relatou. “Lembro que ela fazia muita coisa gostosa. A lasanha era boa demais.”

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.