Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Covas quer estender auxílio emergencial na cidade por mais três meses

Benefício é de R$ 100; para entrar em vigor, projeto precisa ser aprovado pela Câmara em duas votações

Por Redação VEJA São Paulo 4 fev 2021, 14h07

O Prefeito Bruno Covas (PSDB) enviou, nesta quarta-feira (4), projeto de lei para estender o programa de auxílio emergencial municipal por mais três meses na capital. 

Se aprovado, o novo auxílio custará R$ 400 milhões aos cofres da capital e beneficiará cerca de 1,25 milhão de moradores cadastrados em programas sociais e de transferência de renda. O valor que cada pessoa receberá será de R$ 100 ao mês, durante o período de três meses.

O prefeito entregou, durante coletiva de imprensa transmitida virtualmente pela prefeitura, um pen drive contendo o projeto de lei para a vice-presidente da Câmara, Rute Costa (PSDB). 

“É esse voto de confiança e apoio que a prefeitura pede à Câmara Municipal, para que aprove esse projeto, que não é um projeto do Executivo, é de interesse da cidade de São Paulo. É um projeto que não deve ser apenas da situação, é um projeto que deve ser de toda a Câmara, porque é um projeto daqueles que mais precisam da atenção do poder público”, disse Covas.

A apresentação do texto por parte do Executivo da capital ocorre no momento em que a média de contaminações pela Covid-19 na cidade se mantém em alta. Agora, o projeto do auxílio segue para a Câmara Municipal e, para entrar em vigor, precisa ser aprovado pela Casa em duas votações.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade