Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Os três maiores boatos do domingo de eleição

Alberto Youssef não morreu, Globo não exibiu bomba nenhuma e a economista que está apoiando Aécio não é a "indecisa" do debate

Por Veja São Paulo Atualizado em 1 jun 2017, 17h12 - Publicado em 26 out 2014, 17h28

Dos mais sérios aos que ninguém acredita, veja os boatos que circularam pela internet no último dia das eleições presidenciais deste ano.

A “MORTE” DE YOUSSEF

Internado em Curitiba depois de desmaiar na prisão, Alberto Youssef (que, em depoimento sobre a corrupção na Petrobras, disse que Dilma e Lula sabiam de tudo) estaria morto por envenenamento. A informação, que viralizou pela internet, foi desmentida pelo Hospital Santa Cruz, pela Polícia Federal e pela família de Youssef. Ou seja, ele está bem. Saiba mais aqui.

 

youssefgominho
youssefgominho
youssefsergiok
youssefsergiok

A ECONOMISTA QUE TERIA TUCANADO

A economista Elisabete Maria Costa Timbó, de Fortaleza, que participou do debate da Globo no grupo de indecisos, foi confundida com a também economista Maria Lúcia Pádua Lima, que apareceu em entrevista no UOL com adesivo tucano até na testa. Timbó gerou repercussão ao relatar a Dilma que é economista e, aos 55 anos, está desempregada – a presidente apresentou a ela o Pronatec, o que foi tido como desafora para muitos internautas.

Economista indecisa pronatec
Economista indecisa pronatec
Economista no debate Globo Pronatec
Economista no debate Globo Pronatec

A “BOMBA” DA TV GLOBO

Houve ainda quem especulou que o Jornal Nacional divulgaria uma reportagem bombástica que afetaria Dilma, o que não aconteceu 

jornal nacional golpe eleições
jornal nacional golpe eleições
jornal nacional golpe eleições
jornal nacional golpe eleições
jornal nacional golpe eleições
jornal nacional golpe eleições

+ SÃO PAULO VOTA: ao vivo, o clima da cidade no domingo de eleição presidencial

Continua após a publicidade
Publicidade