Clique e assine por apenas 6,90/mês

Clube do ABC afasta técnico denunciado por abusos sexuais

Fernando de Carvalho Lopes é investigado por supostos abusos a pelo menos 40 jovens ginastas; caso veio a público no 'Fantástico'

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 30 Apr 2018, 15h51 - Publicado em 30 Apr 2018, 15h46

O clube Movimento de Expansão Social Católica (Mesc), de São Bernardo do Campo, afastou nesta segunda-feira (30) o técnico Fernando de Carvalho Lopes. De acordo com a comunicado emitido pela instituição, a decisão é resposta às denúncias de que ele teria abusado de pelo menos 40 jovens ginastas.

A investigação veio a público em uma reportagem no Fantástico deste domingo (29).

De acordo com o material, os supostos casos aconteceram por vários anos durante treinos, testes físicos e viagens. O treinador negou todas as acusações e afirmou que “tem a consciência tranquila” e que quem o acusa “vai ter que provar na justiça”.

A polícia passou a investigar o caso a partir da denúncia de um garoto de 13 anos, identificado como a primeira vítima a relatar o fato. Lopes sempre trabalhou com as categorias de base, começou no vôlei e mudou para a ginástica.

Continua após a publicidade

Ele já havia sido afastado da seleção brasileira de ginástica em 2016, pouco antes do início da Olimpíada do Rio, quando surgiram as primeiras acusações.

O Mesc afirma que nunca havia recebido qualquer denúncia ou reclamação nas duas décadas em que Fernando atuou no clube. “Sendo certo ainda que as acusações que recaem sobre ele, segundo informações de seu advogado, ainda estão em fase de investigação em sede de Inquérito Policial, que tramita em segredo de justiça, razão pela qual o Clube não teve acesso a sua íntegra”.

Ainda de acordo com o clube, quando foi afastado da seleção, há dois anos, Lopes foi transferido “por cautela” para o setor administrativo e não mantinha contato com atletas e alunos desde então.

Publicidade