Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Aflições paulistanas: casamento

De acordo com especialistas, a maioria já entra no relacionamento pensando que ele pode durar pouco

Por Daniel Bergamasco Atualizado em 5 dez 2016, 16h59 - Publicado em 4 ago 2012, 00h51

Com 26 anos de atuação em direito de família, o advogado Luiz Kignel observa duas novas tendências na área. A primeira é o aumento da demanda por acordos pré-nupciais detalhados, que preveem minúcias sobre a divisão do patrimônio se a história for para o brejo. “Faz muito tempo que não trabalho com um caso de comunhão total de bens”, conta. A segunda são os casamentos após namoros breves. “A atual geração pensa que, se houver separação, não será algo tão trágico, por isso se arrisca mais.”

+ Conheça as dez aflições paulistanas

+ Dicas para quem está organizando seu casamento

Em tempos nos quais a porta de saída do matrimônio parece entreaberta, o receio de entrega emocional ampliou seu espaço no divã. Para o psicólogo Ailton Amélio da Silva, autor de vários livros e pesquisas sobre relacionamentos amorosos, as pessoas se casam prevenidas demais, pouco dispostas a aguentar as dificuldades, e vivem como se fossem dois solteiros dividindo a casa. Aparecem, então, os dilemas: vale a pena ter um filho num contexto desses? Ou perder a chance de sexo com aquela moça bonita por estar comprometido? Como suportar a barra de um divórcio? “Se você compra um carro para usar só por cinco anos, tende a cuidar menos dele. A mesma coisa ocorre com uma união”, compara Ailton. “Abrem-se precedentes perigosos, como cada um ir sozinho todas as semanas à happy hour da firma, e aí o colegão esperto, que nunca viu o marido da vizinha de baia, enxerga um caminho livre. Momentos em separado são necessários, senão o casamento vira simbiose, mas, se é para viver assim, melhor repensar se deseja mesmo entrar nessa.”

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês