Clique e assine por apenas 5,90/mês

Casal é preso na Zona Leste acusado de agredir filha de seis meses

Pai da criança se recusou a deixar a polícia entrar no endereço. Bebê tinha ferimentos no olho e na cabeça

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 26 set 2020, 12h33 - Publicado em 26 set 2020, 12h30

Agentes da Polícia Militar prenderam um casal no Jardim Dona Sinhá, Zona Leste da capital, acusado de agredir um bebê de seis meses. O caso ocorreu na quinta-feira (24). De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública a equipe foi acionada pelo Centro de Operações da Polícia Militar e se deslocou até o endereço para verificar uma ocorrência de violência doméstica.

Os policias chegaram no local esperando encontrar uma briga de casal. De acordo com as informações da SSP, o homem e a mulher estavam sob influência de drogas e álcool. Ao chegarem ao endereço o homem se trancou dentro da casa. Após os policiais entrarem no endereço o pai passou a utilizar a criança como escudo contra os agentes.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

Após negociação ele entregou a criança. O bebê de seis meses tinha hematomas no rosto e na cabeça e foi encaminhado para o pronto-socorro de São Mateus. De acordo com um dos policiais, em relato para a SSP, a menina tinha um olho roxo.

O casal foi detido e encaminhado para o 69º D.P de Teotônio Vilela, indiciados em flagrante pelo crime de maus-tratos. Após exames no hospital foram identificados lesões em outras regiões do corpo da criança, que foi internada para ficar sob observação. O bebê será encaminhado para o Conselho Tutelar.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

Continua após a publicidade
Publicidade