Cartas da edição 2572

A opinião do leitor

Orgânicos na merenda 

Eu e minha mãe adoramos a matéria (“O celeiro paulistano”, 7 de março). Achei muito poética a descrição do caminho até Parelheiros. Estar na capa de uma das maiores revistas do Brasil foi uma homenagem muito grande, ainda mais a foto tendo sido tirada no lugar em que ela mais gosta de estar e que sente tanto orgulho de ter. Regiane Rita Bispo, Agricultora de Parelheiros

Show! É assim que se faz comida de verdade. Cacau Rodrigues, Confeiteira, via Instagram

Muito bom. Precisamos de pessoas que não apenas mostram, mas de fato querem e fazem acontecer. Angelica Vitali, Chef, via Instagram

Genial, essa matéria. Tudo de que a cidade precisa. Tomas Cunzolo, via Instagram

Parelheiros é uma região muito fértil e linda. Deveria ser mais explorada e cuidada. Lenilton Nascimento, via Instagram

Lei de zoneamento 

A Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento (SMUL) esclarece que a flexibilização do gabarito de altura das edificações será apenas nas zonas mistas e de centralidade, desde que sejam atendidas condições inexistentes hoje na lei vigente (“Disputa no zoneamento”, 7 de março). A proposta também não visa a aumentar a área construída relativa às garagens, e sim apenas desvincular as vagas dos apartamentos, permitindo uma distribuição mais livre. Assim, não haverá aumento das vagas. Ana Maria de Abreu Laurenza, Coordenadora de comunicação da SMUL

Futuro Refeitório 

Já era fã do Chou, também da chef Gabriela Barretto (“Onde você vai comer amanhã”, 7 de março). Agora, quero conhecer esse. Maria Teresa Diniz, via Facebook

Fui ao restaurante e não achei nada de mais. Comida normal a um preço elevado. Julia Lopes, via Facebook

Detentas transexuais

O Centro de Detenção Provisória de Pinheiros II faz o verdadeiro trabalho que todas as penitenciárias deveriam fazer: tratar os detentos com dignidade e oferecer possibilidades de regeneração (“Pioneira no respeito”, 28 de fevereiro). Mônica Delfraro David

O respeito deveria ser expandido não só a esse grupo, mas a todas as presas e presos do sistema carcerário do país. Quando os privilégios são parciais, geram dúvidas e revolta. Cristina Pacheco

Imigração

O Brasil sempre acolheu refugiados, e isso é bom (“Refugiados venezuelanos”, 28 de fevereiro). O que não acho certo é supervalorizar os estrangeiros em detrimento do povo brasileiro, que também precisa de auxílio. Vamos ajudar, mas primeiro os de casa, para depois fazer bonito com quem vem de fora. Ana Claudia Gonçalves, via Facebook

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s