Clique e assine por apenas 6,90/mês

Quatro locais emblemáticos para o ciclo do café na capital

O grão contribuiu para o processo de urbanização de São Paulo

Por Vinicius Tamamoto - 4 Aug 2017, 18h24

Principal produto de exportação do Brasil durante o século XIX, o café foi também protagonista da urbanização de São Paulo: fez surgir ferrovias, trouxe milhões de imigrantes e gerou riquezas. Confira lugares emblemáticos dessa história na capital:

Estação da Luz. Com o crescimento da demanda pelo transporte do grão, esse símbolo da cidade foi inaugurado em 1901 com materiais vindos da Inglaterra.

Largo do Café. Ponto de comercialização do grão até 1914, no centro. Ali funcionava uma espécie de bolsa informal, com pregões e negociações.

Pinacoteca do Estado. Aberta como Liceu de Artes e Ofícios, qualificava mão de obra, que se desenvolvia com a exportação do café.

Continua após a publicidade

Vila dos Ingleses. Lar de trabalhadores da ferrovia São Paulo Railway, o conjunto de 28 casas no centro foi inspirado na arquitetura das vilas operárias inglesas.

A Pinacoteca Isabella Matheus/Divulgação
Publicidade