Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Busca por armas no Google cresce após decreto de Bolsonaro

Na terça-feira (15), presidente assinou decreto que facilita a posse de arma de fogo pelos brasileiros

Por Ricardo Chapola 16 jan 2019, 14h07

O número de internautas brasileiros interessados em saber como adquirir uma arma de fogo no Brasil aumentou, segundo aponta estatísticas do Google. Termos como “compra de armas de fogo”, “como comprar armas de fogo pela internet” e “glock g25” (um modelo de revólver) tiveram um aumento de até 650% no índice de busca.

Essa disparada ocorreu um dia depois de o presidente Jair Bolsonaro assinar um decreto que facilita a posse de arma de fogo. O texto permite que cada cidadão tenha até quatro armas consigo. A mudança feita por Bolsonaro trata apenas sobre a posse e não sobre o porte.

A posse diz respeito à autorização de se manter uma arma de fogo em casa ou em local de trabalho. O porte se refere ao documento que dá o direito de portar, transportar, comprar, fornecer, emprestar ou manter uma arma ou munições. Para sair na rua com uma arma, por exemplo, o cidadão precisa ter direito ao porte dela.

Pelo decreto, só não terá direito de posse quem tiver vínculo comprovado com organizações criminosas, quem mentir na declaração efetiva de necessidade e quem “agir como pessoa interposta” de alguém que não preenche os requisitos básicos para ter a posse.

Continua após a publicidade
Publicidade