Clique e assine por apenas 6,90/mês

Com Covid-19, Covas revela prescrição médica: “Em nome da transparência”

"Lamento que alguns queiram politizar a escolha do medicamento", escreveu o prefeito no Instagram

Por Redação VEJA São Paulo - 16 Jun 2020, 11h08

Bruno Covas (PSDB) usou seu perfil no Instagram para falar sobre o tratamento contra o novo coronavírus — o prefeito de São Paulo foi diagnosticado com Covid-19 no sábado (13). “Em nome da transparência que entendo necessária quando um político adoece, esclareço que estou tomando o medicamento prescrito pelo meu médico: Azitromicina”. Trata-se de um antibiótico usado para o tratamento de diversas infecções.

+ Assine a Vejinha a partir de 6,90

“Remédio não é de esquerda ou de direita. Lamento que alguns queiram politizar a escolha do medicamento. Faça como eu: Só tome o remédio que seu médico prescreveu para você! De resto, continuo bem e sem dor. Obrigado”, finalizou o prefeito na legenda da publicação. Confira: 

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

Em nome da transparência que entendo necessária quando um político adoece, esclareço que estou tomando o medicamento prescrito pelo meu médico: Azitromicina. Remédio não é de esquerda ou de direita. Lamento que alguns queiram politizar a escolha do medicamento. Faça como eu: Só tome o remédio que o seu médico prescreveu para você! De resto, continuo bem e sem dor. Obrigado 😊

A post shared by Bruno Covas (@brunocovas) on

Segundo informações da Prefeitura, o teste positivo de Covas veio após exames de rotina. O prefeito diz que passa bem, não apresenta sintomas e que recebeu recomendações de seu médico, Dr. David Uip, para permanecer trabalhando em casa, em observação pelos próximos dias. No clipe, o tucano também afirma que não vai se licenciar do cargo e que continua exercendo suas funções mesmo em quarentena.

Continua após a publicidade

Em maio de 2020, o prefeito foi internado no Hospital Sírio-Libanês após sintomas de desconforto abdominal, recebendo alta dois dias depois: “Os exames evidenciaram quadro de colite autolimitada (inflamação do intestino com melhora espontânea)”. Covas faz tratamento contra um câncer diagnosticado, inicialmente, na cárdia, transição entre estômago e esôfago. Ele segue fazendo sessões de imunoterapia contra câncer linfonodos. O tucano foi internado pela primeira vez no dia 23 de outubro de 2019.

Publicidade