Clique e assine por apenas 5,90/mês

Bolsonaro posta vídeo de ato obsceno no Carnaval e rebate jornalista

Criticado em blocos carnavalescos, o presidente contra-atacou com uma publicação que chocou muitos internautas

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 6 mar 2019, 09h07 - Publicado em 6 mar 2019, 09h06

O presidente Jair Bolsonaro provoca controvérsia no Twitter por ter compartilhado um vídeo obsceno em sua conta oficial . Nas imagens, publicadas na noite de terça (5), um homem, com as nádegas à mostra, aparece introduzindo o dedo no próprio ânus. Na sequência, ele se agacha para que outro rapaz urine na sua cabeça.

O presidente declara que não se “sente confortável” em mostrar o conteúdo, mas diz que “é isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro”. “Comentem e tirem suas conslusões (sic)”, encerra. Confira:

Continua após a publicidade

A postagem teve reação imediata de jornalistas. “Passei um carnaval inteiro vendo tantas coisas lindas. Daí me deparo com ISSO no Twitter de um presidente da republica que inclusive deve ser seguido por MUITAS crianças???! Cadê a postura de presidente???? Se superou!!!!”, publicou Astrid Fontenelle.

O próprio Bolsonaro decidiu responder a crítica da jornalista Monica Waldvogel. “Essa @ é mesmo do Presidente da República do Brasil? Falta decoro”, ela comentou. “E para vocês? Falta o quê?”, Bolsonaro respondeu. Confira:

Continua após a publicidade
Publicidade