Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Banhistas voltam a lotar praias em SP e cometem irregularidades

Milhares de banhistas e pedestres ocuparam a faixa de areia das praias de Santos neste sábado (5), alguns sem máscara e aglomerados

Por Redação VEJA São Paulo 6 set 2020, 10h02

Milhares de turistas e moradores da cidade aproveitaram o feriado prolongado da Independência e lotaram as praias de Santos, no litoral de São Paulo, neste sábado (5). A faixa de areia ficou cheia, com pessoas sem máscara de proteção e promovendo aglomeração. A expectativa é que até 300 mil veículos passem pelo Sistema Anchieta-Imigrantes em direção à Baixada Santista durante o feriadão. As informações são do G1.

A região tem previsão de sol e temperaturas de até 28°C durante o feriado, o que deve atrair ainda mais turistas.

Neste sábado, havia gente caminhando à beira-mar, praticando atividades físicas e crianças brincando na faixa de areia. Para tentar evitar aglomerações nas praias, ao menos 400 policiais militares foram direcionados à Baixada Santista.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

A maior flexibilização para atividades nas praias, mesmo em meio à pandemia de Covid-19, tem motivado cada vez mais a ida de turistas às cidades da região. Segundo a Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), mais de 145 mil veículos já passaram pelo sistema em direção aos municípios da Baixada Santista.

De acordo com a Prefeitura de Santos, a Guarda Civil Municipal (GCM) registrou movimento normal na orla, conforme o esperado em virtude do feriado prolongado. Apesar da grande quantidade de banhistas e pedestres, não houve registro de problemas durante as abordagens.

No total, os guardas municipais realizaram 402 orientações quanto ao uso da faixa de areia e 174 orientações sobre o uso de máscara de proteção facial. Cinco multas também foram aplicadas pelas equipes que fazem a fiscalização na praia.

Em todas as cidades da região, a praia está liberada para a prática de esportes individuais, assim como banho de mar e esportes na água. A única cidade que permite o uso de cadeiras e guarda-sóis é Peruíbe.

De acordo com o boletim epidemiológico enviado pela Prefeitura de Santos na sexta-feira (4), o município registra 18.654 casos confirmados de Covid-19, bem como 573 mortes causadas pela doença. No total, a Baixada Santista tem mais de 50 mil casos positivos e 1.815 óbitos causados pelo novo coronavírus.

 

  • Continua após a publicidade
    Publicidade