Clique e assine por apenas 6,90/mês

Bandidos roubam colares e dentes de ouro de defuntos

Caso aconteceu no Cemitério da Vila Mariana

Por Veja São Paulo - Atualizado em 27 dez 2016, 15h01 - Publicado em 4 nov 2016, 12h05

Duas famílias procuraram a administração do Cemitério da Vila Mariana, na Zona Sul, no Dia de Finados (2). Quando foram prestar homenagem aos entes mortos, parentes se deram conta que as lápides estavam abertas e reviradas. Bandidos tinham tentado roubar bens ali dentro. “Isso é mais comum do que parece”, diz Denilson de Lima, um dos administradores do lugar. Os ladrões estão em busca de objetos valiosos, como terços, brincos, anéis e até dentes de outro ou prata. “É uma situação constrangedora.”

Quem circula pelo cemitério nota que há diversos jazigos abertos. Quando há ocorrência no interior dos cemitérios, os funcionários fazem boletim de ocorrência nas delegacias das regiões para que o caso seja investigado.

+ Guarda Civil prende suspeitos de furtar Cemitério da Consolação

Nem sempre são roubados os objetos dos mortos. Muitos larápios levam esculturas dos cemitérios, assim como portas de ferro e bronze dos jazigos. Em 2007, o estilista Ronaldo Ésper foi detido após roubar vasos do cemitério do Araçá, em um caso que ganhou repercussão nacional e expôs a falta de segurança desses lugares. 

Continua após a publicidade
Publicidade