Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Balada clandestina é interrompida pela polícia na Zona Sul de SP

Fase emergencial da quarentena proíbe abertura de casas noturnas em todo o estado

Por Redação VEJA São Paulo 21 mar 2021, 11h25

Uma balada clandestina com mais de 50 pessoas foi interditada na madrugada deste domingo (21). O evento aconteceu na boate El Divino Bar, localizada na Avenida Atlântica, Zona Sul da capital.

A fiscalização contou com a Fundação Procon, Polícia Civil, Polícia Militar e Vigilância Sanitária. A operação flagrou aglomeração em local fechado e muitos clientes sem máscara, o que descumpre as medidas da quarentena recomendadas pelo governo estadual. Os policiais ainda constataram que as saídas de emergências estavam fechadas com cadeados. O responsável pelo evento foi levado ao Departamento de Proteção a Cidadania e será autuado.

Também foram encontrados dois cilindros similares aos de oxigênio. Os objetivos foram apreendidos e encaminhados para perícia. 

Desde segunda-feira (15), o estado de São Paulo está na fase emergencial do Plano São Paulo, ou seja, apenas serviços essenciais podem funcionar. A abertura de casas noturnas não é permitida.

“Eu apelo para que não participem desse tipo de evento. É um risco desnecessário”, disse à CNN o diretor de fiscalização do Procon, Carlos Maria.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade