Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Baixada Santista fechará praias no Ano-Novo

Medida serve para evitar aglomerações; pedestres também ficarão impedidos de ir até orlas

Por Redação VEJA São Paulo 23 dez 2020, 15h26

As prefeituras da Baixada Santista, no litoral sul de São Paulo, anunciaram nesta quarta-feira (23) que fecharão praias da região nos dias 31 de dezembro e 1º de janeiro. 

As administrações temem uma alta ainda maior nos casos de Covid-19 após as festas de fim de ano. Nas últimas quatro semanas, o estado registrou um salto de 54% no número de casos e de 34% nos óbitos.

A medida tem como objetivo evitar aglomerações e não motivar viagens de turistas às praias. A tradicional queima de fogos de artifício na virada do ano, além de festas e shows já haviam sido suspensos pelas prefeituras.

O prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), afirmou que as cidades solicitarão o apoio da Polícia Militar para garantir o fechamento das praias. As prefeituras também proibiram o acesso de vans e ônibus de turismo de um dia.

A Condesp (Conselho de Desenvolvimento Metropolitano da Baixada Santista) pediu que o estado promova campanha para desestimular a visita de turistas à região. “Nós tivemos um ano diferente, não dá para ter o mesmo fim de ano que sempre tivemos”, disse Barbosa.

 

Continua após a publicidade

Publicidade