Ato em homenagem ao ambulante morto termina em confusão

Manifestação ocorreu na tarde da sexta (30), algumas pessoas se exaltaram e a segurança do local teve de ser acionada

Terminou em tumulto um ato em memória ao ambulante Luiz Carlos Ruas na tarde desta sexta (30). Por volta das 15h, aproximadamente cinquenta pessoas se reuniram na Estação Pedro 2º, da Linha 3-Vermelha do Metrô, local do crime. Minutos depois, houve confronto entre manifestantes e policiais. Algumas pessoas derrubaram as grades de proteção que controlavam o fluxo no local. A segurança do local teve de ser acionada e encerrou o protesto, por volta das 17h.

O ato foi organizado por familiares e amigos de Ruas, que cobravam a condenação de Alípio Rogério dos Santos, de 26 anos, e Ricardo do Nascimento, de 21, presos nesta semana. Os dois mataram a chutes, socos e pontapés o ambulante na noite de Natal, porque ele tentava proteger uma travesti. Com cartazes, eles lamentaram a crueldade da agressão e reclamaram da segurança do metrô.

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s